Faça o seu comentário

:

:







Comentários devem ser aprovados antes de serem publicados. Obrigado!

Comentários

Edna Velho em 12 de agosto de 2017 às 09:24:12»
Sim, Nataly, seu argumento realmente é uma vergonha. Mas persevere e talvez um dia aprenda alguma coisa.
avatar
Markus em 09 de agosto de 2017 às 07:09:28»
Quero jogar mais sal nessa ferida para seguir demonstrando por que o Google está equivocado. O engenheiro que escreveu o memorando tem um doutorado em sistemas biológicos, de forma que ele não está expressando um opinião de especialista de Facebook. E se isto não bastar deem uma olhada neste link (https://www.theglobeandmail...) onde outra Doutora em neurociência sexual explica o mesmo e fornece muitos links de pesquisa recentes.

Sim, é ciência. Se após saber disto alguém seguir dizendo que o cara é só outro machista supremacista, o que te importa não é a verdade, senão estar de um lado e apoiar uma política estúpida que não tem nenhum fundamento a não ser agradar os vitimistas de plantão.
avatar
Nerd guy em 09 de agosto de 2017 às 06:18:07»
Ele disse "diferentes"... não "superiores", Nataly. Isso foi o que ele afirmou e depois explicou. E se você tivesse se dado ao trabalho de ter lido de forma objetiva, em vez de fazer de forma enviesada, seria diferente. E o que é mais deplorável é ver alguém que se alegra pela demissão de um indivíduo de seu cargo por dizer o que pensa sobre homens e mulheres, uma demissão que nada tem a ver com o desempenho de seu trabalho.

O problema pior é que na atualidade as empresas começam a empregar os tais milênicos (como diz o Luisão), como a Naty. Muito provavelmente recém formada, lacradora, fumou um beck com o professor de história, não lava a louça em casa, mas quer mudar o mundo para que tudo gire em sua volta e à sua disposição.

Às empresas de hoje, a maioria dos que conseguem promoção estão na categoria dos alpinistas. Isto é, aqueles que passam mais tempo promovendo relações sociais, lambendo o cu do chefe, sendo um x9 para ganhar pontos com a diretoria e ter seu salário aumentado em detrimento da capacidade de muitos.

Isto é assim, porque é o modelo de empresa atual que se impôs, a da hiper competitividade, essa baseada nesses livros que fomentam que pisemos na cabeça uns dos outros para conseguir ganhos salariais e promoções.

E de fato, não só há mulheres que ganham menos que seus colegas, também há muitos homens, a maioria, que também recebem menos que seus colegas, só pelo mero fato de não entrar nesse jogo sujo.

O pior é que com todo este discurso feminista-vitimista, a única coisa que conseguem é que os machistas se reafirmem em seus discursos de que as mulheres são "inferiores", e os que não são se sintam insultados e maltratados pelo que consideram um tratamento favorável pelo mero fato de serem mulheres.
Nataly em 08 de agosto de 2017 às 23:45:22»
Esta mania de você homens se acharem superiores tem que acabar. Bem feito que foi pra a rua, segundo estão comentando. Não me parece correto denegir ninguém nem tenho intenção de que a testosterona que os homens dizem ter transborde por seus neurônios e siga potencializado a excessiva segurança que alguns mostram em tão paupérrimos e conservadores argumentos. É uma pena que enquanto as mulheres evoluíram nos últimos anos sociológica, psíquica, política e profissionalmente... os homens não se animaram em fazer o mesmo para conseguir um mundo melhor. Que vergonha hein Edna!
Edna Velho em 08 de agosto de 2017 às 20:15:05»
Estou quase convencida de que esta situação ainda vai piorar muito e vai chegar bem longe com os anos. A não ser que a sociedade comece a criar consciência com um pouco mais de perspectiva. Senão vão seguir acrescentando mais e mais facilidades para um gênero determinado até o cruzamento de uma linha bastante grave, e a sociedade aprenderá a base de porradas porque as pessoas gostam de crer em sua cômoda realidade, não olhar as coisas com perspectiva e acho que até que não se cruze essa linha em que o assunto seja indiscutível ninguém vai fazer absolutamente nada.
Zelmiro em 08 de agosto de 2017 às 16:26:45»
Pela mesma razão que os testes físicos para entrar no corpo de bombeiros e na polícia são diferentes, porque quase nenhuma poderia superar as provas para homens.
Porque isso? (que dobrem os tambores) homens e mulheres são biologicamente diferentes! Né? E mutilar os genitais por uma desordem mental não muda o gênero.
Rafinha em 08 de agosto de 2017 às 16:03:12»
Conforme anda a carruagem daqui a pouco admitirão transsexuais, de modo que os que perdem uma e outra vez contra Usain Bllt e Michael Phelps, deixem o cabelo longo, se vistam de mulher e voilá! Para ganhar medalhas de ouro! Adoraria ver o tiro saindo pela culatra das feminazis.

Na verdade eu nunca entendi porque as competições se dividem entre homens e mulheres. Para mim todo mundo tdevia competir contra todo mundo e que ganhe o melhor! Também sou contra a categoria por peso. Afinal somos todos iguais. mrgreen

Bigoduda foi bom, mas ela levou uam sumida do MDig!
Sylvinha em 08 de agosto de 2017 às 15:44:00»
Nunca entenderei a obsessão por defender que os homens e as mulheres são iguais. Somos muito diferentes, demos graças a Darwin! Diferentes aptidões, interesses, motivações... É maravilhoso que seja assim.

O que há que defender sempre, até à morte, é que tenhamos os mesmos direitos e obrigações sem importar sexo, raça ou condição.

Eu trabalho com programação Robertto, mas não me esforço para mostrar que sou competente ou mais que um companheiro de trabalho. Simplesmente o faço, e bem
Robertto em 08 de agosto de 2017 às 15:13:54»
Tenho uma pergunta para as mulheres que leem o MDig (não para aquela bigoduda de Santa Maria). Se trabalham em um ambiente onde predominam homens, sentem que devem se esforçar mais para “demonstrar” que são iguais a estes? Pergunto isso, porque na informática, mulheres programadoras são bem menos que as que se dedicam à parte administrativa da mesma.
avatar
Junico em 08 de agosto de 2017 às 14:59:51»
Nunca vi emprego mais inútil que o do Setor de Igualdade (Apple, Google e Twitter têm todos um). Contratar mulheres por serem mulheres, ou chineses por serem chineses ou negros por serem negros ou qualquer moda da sociedade nesse momento e não por suas qualidades só para evitar inspeções e críticas sociais originadas pela falta de objetividade de coisas como esta. Depois tentam juntar todas as raças e gêneros na foto lacradora no Instagram mostrando que a imagem construída é bem mais importante que o trabalho em si. E a empresa. A empresa que se foda!
Jaciley em 08 de agosto de 2017 às 14:46:09»
Se Marie Curie vivesse nos dias atuais, se sentiria ofendida e tria vergonha de toda esta merda.
Wander em 08 de agosto de 2017 às 14:27:51»
Já era hora de alguém falar das coisas como elas são. Em um mundo tão politicamente correto e tão tolerante caimos no absurdo de que agora querem promover a igualdade criabdo estupidezes como “discriminação positiva” para mulheres e certos grupos como o coletivo LGBTTHGFJGJGDJGJGDJGDJGD... não sei nem quantas letras mais lhe agregaram porue minorias coitadistas dão crias como ratos, e a única coisa que fazem é criar desigualdade no sentido inverso.

Homens e mulheres somos iguais em direitos, oportunidades e capacidades, no entanto é um absurdo do tamanho do Amazonas pretender que somos iguais em personalidade, em biologia e em certos processos do pensamento que nos levam a priorizar e tomar decisões de forma diferente. E isso não tem nada de ruim! Como diz o Luisão, estas coisa são bacana e nos fazem ser como somos, se evoluimos assim é porque foi assim que nos conveio como espécie.

Estou completamente em desacordo em corrigir temas de desigualdade a base de cotas obrigatórias de gênero e iniciativas similares. Como também não estou de acordo em que as pesoas se comportem como um cavernário. As mulheres que foram bemn sucedidas na história foram por mérito próprio, não imagino uma Marie Curie recebendo uma bolsa em uma universidade “só por ser mulher e devemos cumprir uma cota de gênero”, só para citar um exemplo. Oras, vão peidar n'água!
Teófilo em 08 de agosto de 2017 às 13:13:51»
O cara só falou verdades, mas hoje em dia 'verdades machucam' e todos devem agir de acordo com a cartilha do politicamente correto, mesmo que isso seja a maior babaquice do mundo.
Rafinha em 08 de agosto de 2017 às 12:17:37»
Esta merda de política de gênero é um dos maiores males do mundo atual. Daqui há pouco as empresa vão ser obrigadas a contratar mulheres porque sim! ma