Faça o seu comentário

:

:







Comentários devem ser aprovados antes de serem publicados. Obrigado!

Comentários

Robert em 15 de novembro de 2017 às 13:36:07»
O máximo que pode acontecer é ela torrar o dinheiro (talvez junto com o namorado) e da noite pro dia ela ficar sem. Aí ela vai pedir perdão pra muito gente. Como comentaram ela doa para quem ela quiser a quantia que ela quiser. Mas só o fato dela tirar um detento da prisão já mostra que tipo de pessoa é. Que curta bastante a grana enquanto tem.
Edna Velho em 17 de agosto de 2017 às 00:35:11»
“Marie, deveria compreender essas coisas, até porque, o dinheiro que caiu em suas mãos não a pertencia...”

Este Nilson deve ser retardado ou pastor. O dinheiro é dela e ela faz o que bem entender com ele. Conhecendo esta raça de patifes como conheço eu não doaria um centavo, mas a mulher ainda deu 700 mil para o pilantra, para ele fazer este teatrinho agora? Se fosse eu aproveitaria o namorado bandido e mandaria dar uma surra bem dada neste homem, depois pagaria uma fiança de 10 milhões para soltá-lo só para ver a cara deste porco ensanguentada.
Roger Fox em 16 de agosto de 2017 às 23:59:36»
Dízimos só são assuntos difíceis de comentar para os criminosos que precisam dele para viver e em função disso exploram a fé das pessoas simples e tementes, que, idiotas que são, passam a achar que dízimo é obrigatório. Não é!

Como o próprio termo diz, é uma "oferta". A pessoa dá quando quer, se tiver e para quem quiser. Se achar que a igreja que frequenta precisa de ajuda e quer ajudar, tudo bem, se não quiser, tudo bem também. Nunca se sinta mal por não ofertar o dízimo e se o pastor da sua igreja tentar pressionar é porque ele não vale o que come.

Você pode inclusive fazer melhor, em vez de doar à igreja, vá até um asilo, um abrigo infanto juvenil, uma associação ou lar de amparo, uma ONG ou fundação de interesse público e faça lá a doação. Depois pegue o recibo, tire uma cópia (guarde o original para fins de IR) e entregue ao pastor de sua Igreja. Se ele te parabenizar, você está no lugar certo, se, do contrário, mostrar desagrado, fuja, pois você está frequentando um antro.

Este papinho de obra missionária e gastos diversos que esta racinha sempre utiliza para justificar as doações, seria melhor aceito se houvesse contabilidade aparente, mas como não existe, Marie não tinha nada que compreender e mandar esse pastor vagabundo pastar, como bem fez. Infelizmente para ela ainda deu 700 mil para o safardana.

Entenda: se o pastor exigir que alguém faça oferta, deixa de ser oferta. Simplesmente não faça e exponha o vagabundo diante da opinião pública. Chame a TV, chame a polícia, faça ele se arrepender de um dia ter escolhido esta profissão.

Algumas igrejas evangélicas agora adotaram o meio da expulsão para constranger e compelir o fiel a fazê-lo. Se isto acontecer, continue frequentando o local, como sempre, desde que não incorra na perturbação da ordem pública; se ele insistir no assédio, faça um denúncia na polícia enquadrando o em qualquer infração conta a liberdade religiosa. Um expediente que eles usam muito para fugir da cadeia quando são flagrados roubando os fieis.

Vejam, até o dia 9 do mês corrente o meu salário não me pertence, já no dia 10 cai na minha conta e eu faço o que eu quiser dele, inclusive fazer uma oferta (ou não) para a igreja. Eu prefiro não fazê-lo e aconselho que ninguém faça, pois uma das práticas onde as regras fogem as exceções é a de pastor. Dificilmente encontramos um que mereça o devido respeito, quase todos fazem absurdos para alcançar suas metas financeiras mensais.
Nilson Saldeira em 16 de agosto de 2017 às 23:18:38»
Dízimos e ofertas não são assuntos na atual atualidade fáceis de comentar. Só mesmo pesquisando na Bíblia Sagrada para chegar a uma conclusão. Mas, o que são dízimos e ofertas? Quem deve contribuir? Por que e a que se destina o dinheiro de ofertas? Todavia, o fiel contribui com a obra missionária, seja o dinheiro usado com pessoas ou gastos diversos. No caso de Marie, deveria compreender essas coisas, até porque, o dinheiro que caiu em suas mãos não a pertencia e, diante de uma quantia não pequena, seria pouco doar os dez por cento.
e o bambu? em 16 de agosto de 2017 às 13:32:44»
Eu acho que o pastor está sendo bonzinho. O dízimo é de 10%, portanto ela deve doar quase 19 milhões, não só os 10 que ele está pedindo.
Alfasilas em 16 de agosto de 2017 às 09:24:49»
Se o pastor prestasse, usaria o "milagre" dela como exemplo para arebanhar outros fieis, e se realmente fosse um milagre, outros tambem iriam ganhar e receberia o dizimo desses.