Faça o seu comentário

:

:







Comentários devem ser aprovados antes de serem publicados. Obrigado!

Comentários

K aa yyy oooo em 07 de setembro de 2017 às 18:36:51»
Pregar o suicídio é o suprasumo da contradição. Teoricamente, quem é a favor do suicídio não poderia estar pregando, uma vez que, fiel ao seu próprio discurso, deveria estar morto.
Kkrotoisdead em 07 de setembro de 2017 às 11:11:47»
Exato. Não vejo como negativas as campanhas para controle populacional, não é errado, é sábio. Mas também entendo o ponto de vista do texto, focado mais para o lado do suicídio sendo pregado como solução disso. Acredito que o mundo anda mudando rápido, a forma de coexistir vai ter que sofrer algumas atualizações, saber o momento certo para acasalar e reproduzir, todos em sã consciência deveriam saber disso, o planeta seria um lugar melhor.
Luiz Ikeda em 06 de setembro de 2017 às 20:21:00»
Concordo um pouco com esses movimentos.
Deixa eu explicar. Pegue o vegetarianismo. A maioria dos vegetarianos (pelo menos os que eu conheço) param de comer carne para evitar o sofrimento animal. A iniciativa é muito boa, mas não resolve o problema, só alivia a consciência dos próprios vegetarianos. O problema real não é o ser humano comer carne, é a super população humana. Comer carne é natural, a não ser que você faça protestos contra os leões comedores de zebras.
A super população humana exige criação de porcos onde mal podem se mexer, ou o desenvolvimento de técnicas para o gado crescer mais rápido.
Como resolver? Incentivando a diminuição gradativa da raça humana. Não a extinção, só a diminuição a um nível onde a gente não agrida tanto o planeta como fazemos hoje.
Não sei qual é o problema em fazer campanhas do tipo: "Tenha apenas 1 ou 2 filhos. O planeta agradece."