Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
headbanger em 31 de maio de 2020 às 13:05:11»
Os dois lados estão errados.

Se o cara assinou o contrato dizendo que não era reembolsável, era praticamente impossível conseguir algo.

Já para a empresa, faltou tato. Embora casamentos que são cancelados na última hora sejam uma coisa comum, e se for reembolsar cada um deles eles iriam a falência, poderiam ter cláusulas especiais para casos de óbito. Nem que fosse dividir o prejuízo meio-a-meio entre as partes.

Ou fazer o reembolso parcelado dos valores.
Cristiano em 30 de maio de 2020 às 12:11:16»
Cara, que situação assustadora! Entendo a expectativa de ganhos, as cláusulas contratuais etc, mas uma conversa educada e a negociação de parte do dinheiro, provavelmente, talvez tivessem sido suficientes para evitar essa situação, no mínimo, constrangedora.
Roteiristas de Hollywood não são tão criativos!