Faça o seu comentário

:

:







Comentários

avatar
headbanger em 17 de dezembro de 2018 às 10:05:40»
Uma mulher dessas, que faz uma falsa acusação, deveria ter uma punição bem severa, pois não só ia botar um homem inocente na cadeia como também prejudica todas aquelas mulheres que verdadeiramente são vítimas de violência doméstica, e então passam a cair em descrédito.

Mas como disse o Decio: basta uma mulher dizer que foi agredida, que o suposto agressor é imediatamente preso, mesmo sem provas.

Agora lhes pergunto: se um homem alega que foi agredido por outro, não precisará ele apresentar provas?

Precisamos nos decidir se teremos direitos IGUAIS ou não.
Decio Cupramim em 14 de dezembro de 2018 às 08:23:00»
"Faisal, preocupado com a segurança de Asmae -que tinha sumido-, também foi à polícia, onde acabou sendo preso e acusado de violência doméstica."
Simples assim, sem provas, sem evidências, sem nada! Só com uma denúncia!
Faz eco com o caso João de Deus* (esse sim, possivelmente culpado), que já está sendo condenado sem provas. E a gente ainda tem que ler de uma PROMOTORA** uma declaração de que "Se exigir provas físicas, você sempre vai ter impunidade do abusador"
Enquanto o "aparentemente", "possivelmente" e "provavelmente" forem acatados como verdade absoluta, casos desse vão acontecer e não tem nada que possa evita-los.
*Acho que ele é sim, culpado! Mas ACHO não é suficiente, espero que se PROVE que ele tenha cometido os crimes, e que pague por eles.
**Dona Silvia Chakian, exigir provas é o MÍNIMO que se espera de quem investiga, se uma pessoa ocupando o cargo de promotora descarta isso, estamos com o sistema judicial mais fu@#&*dido do planeta.