Faça o seu comentário

:

:







Comentários devem ser aprovados antes de serem publicados. Obrigado!

Comentários

Junico sem login em 17 de fevereiro de 2017 às 20:50:25»
O parque é cercado por dois rios que funcionam como barreira natural para a maioria dos animais. Além do mais o parque é sim limitado quase em sua totalidade por cercas elétricas. Ou seja, se a pessoa atravessa um rio e pula uma cerca, está pedindo para morrer. http://www.livemint.com/Opi...
Craven em 16 de fevereiro de 2017 às 21:44:59»
Obviamente os guardas não atiram em qualquer um que esteja na reserva.
Caso estejam portando um rifle de grosso calibre de certo não é pra matar pardal.
Sou a favor da vida, mas caso tenha de escolher opto pelos rinocerontes. São os inocentes nessa história.
avatar
sol em 16 de fevereiro de 2017 às 19:01:11»
Minha nossa gente. Eu não entendo pessoas defendendo a morte de outras pessoas assim.
São bandidos claro mas devem ser presos, passar por julgamento.
Dizem que os caçadores geralmente entram em confronto e por isso são mortos mas também há relatos de que pessoas inocentes já morreram pois o parque não tem cercas delimitando sua área e os animais de criação dos moradores também entram lá.

Uma criança de 7 anos que circulava por uma estrada ao lado do parque foi atingida na perna por um tiro (provavelmente numa troca de tiros entre caçadores e guardas) e está com graves problemas de locomoção.

Caça ilegal e assassinato são dois crimes. Combater um cometendo outro não é certo.

Por fim, acho que o meu filho está certo quando diz que somos idiotas incompetentes, sempre combatemos os efeitos e nunca eliminamos as causas.
Rafinha em 16 de fevereiro de 2017 às 17:26:54»
A coisa toda é realmente muito simples. Se você não quer ser morto, não entre em uma área onde você pode levar um tiro. O certo mesmo seria tentar prender aqueles que estão na raiz do problema. A China já anunciou novas medidas contra a importação de marfim e outros produtos animais de queratina. Estamos chegando lá... devagar. Espero que não tenhamos dizimado tudo quando enfim chegarmos.
Jamiroquai em 16 de fevereiro de 2017 às 17:09:29»
4.000 rinos contra 7,4 bilhões de humanos. A conta é simples.
NascimentoRJ em 16 de fevereiro de 2017 às 16:02:36»
"Senta o dedo nessa porra!" - Cap. Nascimento.
Raven sem logar em 16 de fevereiro de 2017 às 14:43:38»
O que dizer??? Perfeita a atitude dos vigilantes!!
avatar
Nyew em 16 de fevereiro de 2017 às 13:15:33»
Obviamente não apoio sacrifício de animal nenhum, entretanto, o caso aí acima mostra a inversão total de valores em que vivemos.
sol* em 16 de fevereiro de 2017 às 12:30:35»
Errado. Mas nem vou entrar no mérito.
Rogério em 16 de fevereiro de 2017 às 11:15:55»
se vc entra armado em uma fazenda vc é recebido a bala... não é desproporcional uma vez q os caçadores tb estão armados e tem plena consciência dos risco e da ilegalidade dos seus atos... então.. palmas pela defesa dos animais.
avatar
PREDADOR em 16 de fevereiro de 2017 às 09:31:30»
Roooaaarrr... POVO CRUEL... Acho que tinha que esfolar e decepar o bráulio do cara antes...
Alfredo Pucci em 16 de fevereiro de 2017 às 09:23:51»
Também apoio a atitude dos seguranças do parque!
Fernando (Dragon44) em 16 de fevereiro de 2017 às 01:11:44»
Aplaudo a atitude do parque e isso deveria ser copiado pelos parques da África onde ricos de várias partes do mundo pagam para caçar animais em risco de extinção por prazer, além dos elefantes mortos pelo marfim e inumeros outros animais que são mortos ou roubados da natureza para satisfazer os caprichos do homem. Merecem pena de morte essas pessoas. Maravilhosa atitude do parque!